Notícias : Um gato clonado na China ... antes dos pandas

Um gato clonado na China ... antes dos pandas

Todos os detalhes no interior.

Publicado por Truques & Dicas em Notícias
Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Uma empresa com sede em Pequim conseguiu clonar um gato, o primeiro na China, onde esse experimento pode constituir um avanço científico para a clonagem do panda, símbolo mundial de espécies ameaçadas de extinção.

Sete meses após a morte do seu gato chamado "Aïl", o seu dono , Huang Yu, teve a alegria de reencontrar o seu protegido na forma de um fofo gatinho cinza e branco.

"Eles são mais de 90% iguais", disse o chinês de 23 anos, que espera que o gatinho, nascido de uma gata grávida no final de julho, tenha a mesma personalidade que o Aïl original.

"Aïl" foi o primeiro gato clonado pela Sinogene, uma empresa que clonou com sucesso 40 cães desde 2017.

Os donos de animais, tristes com a morte do seu pequeno amigo, estão dispostos a pagar grandes quantias para 'ressuscitar' o companheiro: uma clonagem de cães custa 380.000 yuanes (48.400 euros), a de um gato 250.000 yuanes (31.800 euros).

A paixão animal conquistou a China nas últimas décadas, depois de ter sido reprimida na era maoísta.

Segundo um relatório da organização profissional Pet Fair Asia e do site Goumin.com, os gastos com animais de estimação no ano passado foram de quase 171 bilhões de yuans (21.79 bilhões de eiros).

A clonagem de um gato pode ajudar a avançar no caminho da clonagem do panda, que a China tenta realizar há vinte anos.

Chen Dayuan, especialista da Academia Chinesa de Ciências, disse no mês passado que a sua organização planejava clonar um panda usando um gato como mãe de aluguer.

Embora o panda seja significativamente maior que um gato na idade adulta, o seu tamanho é semelhante ao nascimento e a gestação dura entre dois e três meses.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: tva
Crédito foto: tva

Goste/partilhe