Notícias : Madonna volta a falar de Lisboa...“parece um lugar onde o tempo parou”

Madonna volta a falar de Lisboa...“parece um lugar onde o tempo parou”

Madonna decepcionada com Lisboa

Publicado por Truques & Dicas em Notícias
Partilhar no Facebook
555 555 Partilhas

Madonna volta a falar de Lisboa..."parece um lugar onde o tempo parou"

Madonna, a rainha pop está a viver em Portugal desde 2017, mas há muito que mostrou que não está feliz no nosso país. 

Numa entrevista à revista The New York Times, a cantora revelou que se sentia sozinha. Questionada pela jornalista se Madonna se sentia dessa forma por viver num castelo, a artista negou que a sua mansão de 16.000 metros quadrados fosse um castelo.“É bastante medieval e parece um lugar onde o tempo parou de certa forma, e é muito fechado””, disse a cantora sobre a capital portuguesa.

A principal dificuldade de adaptação da rainha é a falta de amizades. A cantora diz sentir-se muitas vezes “fora do ambiente”, com o profundo desejo de “fazer amigos na cidade”.

Ainda assim, foi em Portugal que a cantora se sentiu de novo como uma menina, mais brincalhona, interativa e aberta a diversas influências, como fora outrora. 

Outros artigos:

Madonna tem nova casa de luxo em Lisboa

A rainha Pop já deu a conhecer que a sua permanência em Portugal não  é idêntica, mas enquanto está por terras Lusas necessita e um local para viver e por isso depois de sair do palacete nas Janelas Verdes, arrendou duas casas contíguas numa zona histórica da capital... a dois passos do Bairro Alto.

Madonna arrendou duas casas contíguas, numa zona histórica de Lisboa, em Santa Catarina, junto ao famoso miradouro do Adamastor. 

No entanto a sua presença não tem sido notada. Os vizinhos garantem que a cantora não tem estado  em Lisboa,  penas as filhas gémeas, Esther e Stella, e David Banda, que joga nas camadas jovens do Benfica, têm sido avistados na zona, na companhia do vasto staff da estrela.

Após polémica, Maria Vieira ataca Madonna: "Ordinária"

Madona parece estar aborrecida com os "portugueses" já que lhe viu ser negado um pedido para entrar com um cavaloo no palacete de Sintra. A cantora ainda tentou pressionar a autarquia, mas não conseguiu o seu desejo e por isso chamou os portugueses de "ingratos".

Maria Viera que está sempre muito atenta a todas as polémicas e muito ativa nas redes sociais revelou o que pensava sobre o tema:

 "Recentemente, ficámos a saber que a Madonna, num raro e bem-vindo acesso de lucidez, resolveu abandonar Portugal, o que para mim e para muitos milhões de portugueses terá sido uma das melhores e mais saudadas notícias deste ano, mas ainda assim, e antes de nos deixar em paz, esta mulher não hesita em nos continuar a torturar com o seu egocentrismo, com a sua ordinarice e com as suas imbecilidades! Então não é que a dita fulana queria enfiar um cavalo no interior de um palacetedo Séc. XIX para gravar mais uma porcaria de um vídeo da sua aborrecida lavra? "Felizmente que o presidente da câmara de Sintra decidiu intervir (bem) e impedir mais este devaneio da tal de Madonna, que desde que se instalou de armas e bagagens em Portugal só nos tem dado tristezas e preocupações e tudo com o aval e com a cortesia deste «governo familiar», desta quadrilha mafiosa que nos afunda um pouco mais a cada dia que passa e que resolveu acolher esta mentecapta, esta ordinária que abandonou os EUA, a terra que lhe deu tudo aquilo que possui, depois de ter oferecido sexo oral a todos os americanos e americanas que não votassem em Donald Trump, de ter insultado o presidente americano com palavras de baixo calão e de ter afirmado que gostaria de fazer explodir a Casa Branca em Washington", continuou.

"É claro que sendo Portugal um dos poucos países socialistas que ainda restam no mundo, foi para aqui que ela resolveu imigrar, pois aqui, neste país provinciano, pobrezinho e que fica longe, ela sabia poder estar à vontade para fazer tudo aquilo que lhe desse na real gana. Mas desta vez lixou-se porque o Basílio Horta não lhe fez a vontade e não deixou que ela fosse trotar a cavalo sobre um soalho de madeira do Séc. XIX porque isso seria de uma insanidade directamente proporcional ao retorcido e pervertido carácter da cantora (se assim se pode chamar) americana! Entretanto, depois de ter saboreado esta magnífica nega ficamos a saber que a mulher tentou fazer queixinhas ao António Costa para ver se ele lhe valia em mais este requisito, que ela se mostra muito arrependida de ter vindo viver para Portugal, que segundo ela é um país que lhe deve muito e que só por causa da pressão do empresário dela é que ela resolveu meter aqui os pés, neste país de pobrezinhos, de ignorantes e de mal agradecidos", acrescentou.

Partilhar no Facebook
555 555 Partilhas

Fonte: www.atelevisao.com · Crédito foto: www.atelevisao.com

Goste/partilhe