Notícias : Basílio Horta: “Sofri pressões ao mais alto nível para deixar entrar o cavalo de Madonna”

Basílio Horta: “Sofri pressões ao mais alto nível para deixar entrar o cavalo de Madonna”

Madonna ficou “amuada” por ão lhe fazerem a vontade

Publicado por Truques & Dicas em Notícias
Partilhar no Facebook
62 62 Partilhas

Basílio Horta: “Sofri pressões ao mais alto nível para deixar entrar o cavalo de Madonna”

Foi notícia que Madonna queria colocar um cavalo dentro do palácio da Quinta Nova da Assunção. Não obteve autorização o que a deixou muito desagradada com a situação.

Agora Basílio Horta, autarca de Sintra, numa entrevista ao jornal SOL, falou sobre este tema delicado. Afirmou que foi pressionado alto nível para aceder os caprichos da cantora norte-americana que acabou amuada.

A Madonna quis ir à Quinta Nova da Assunção, que tem um palácio que está a ser recuperado com um custo de 200 mil euros”, disse Basílio Horta ao Sol. 

Na altura foram-lhe dadas “as facilidades todas” e o município ficaram “muito contentes” por receber Madonna.

“A certa altura, quis pôr um cavalo dentro do palácio, seguindo pela entrada para um salão. Um cavalo tem 300 ou 400 quilos e estaria em cima de um chão de Madeira do século XIX, que tem uma almofada de ar por baixo. Chegámos ao ponto de fazer um estudo para saber o impacto que tinha o cavalo e é verdade que estragava todo o soalho. Portanto foi impossível que a senhora visse o seu pedido satisfeito. A senhora levou a mal e irritou-se.

O autarca garante que sobressaíram “dois princípios inquestionáveis” — a igualdade e a transparência, que levaram à intransigência perante a artista norte-americana.

Outros artigos:

Após polémica, Maria Vieira ataca Madonna: "Ordinária"

Madona parece estar aborrecida com os "portugueses" já que lhe viu ser negado um pedido para entrar com um cavaloo no palacete de Sintra. A cantora ainda tentou pressionar a autarquia, mas não conseguiu o seu desejo e por isso chamou os portugueses de "ingratos".

Maria Viera que está sempre muito atenta a todas as polémicas e muito ativa nas redes sociais revelou o que pensava sobre o tema:

 "Recentemente, ficámos a saber que a Madonna, num raro e bem-vindo acesso de lucidez, resolveu abandonar Portugal, o que para mim e para muitos milhões de portugueses terá sido uma das melhores e mais saudadas notícias deste ano, mas ainda assim, e antes de nos deixar em paz, esta mulher não hesita em nos continuar a torturar com o seu egocentrismo, com a sua ordinarice e com as suas imbecilidades! Então não é que a dita fulana queria enfiar um cavalo no interior de um palacetedo Séc. XIX para gravar mais uma porcaria de um vídeo da sua aborrecida lavra? "Felizmente que o presidente da câmara de Sintra decidiu intervir (bem) e impedir mais este devaneio da tal de Madonna, que desde que se instalou de armas e bagagens em Portugal só nos tem dado tristezas e preocupações e tudo com o aval e com a cortesia deste «governo familiar», desta quadrilha mafiosa que nos afunda um pouco mais a cada dia que passa e que resolveu acolher esta mentecapta, esta ordinária que abandonou os EUA, a terra que lhe deu tudo aquilo que possui, depois de ter oferecido sexo oral a todos os americanos e americanas que não votassem em Donald Trump, de ter insultado o presidente americano com palavras de baixo calão e de ter afirmado que gostaria de fazer explodir a Casa Branca em Washington", continuou.

"É claro que sendo Portugal um dos poucos países socialistas que ainda restam no mundo, foi para aqui que ela resolveu imigrar, pois aqui, neste país provinciano, pobrezinho e que fica longe, ela sabia poder estar à vontade para fazer tudo aquilo que lhe desse na real gana. Mas desta vez lixou-se porque o Basílio Horta não lhe fez a vontade e não deixou que ela fosse trotar a cavalo sobre um soalho de madeira do Séc. XIX porque isso seria de uma insanidade directamente proporcional ao retorcido e pervertido carácter da cantora (se assim se pode chamar) americana! Entretanto, depois de ter saboreado esta magnífica nega ficamos a saber que a mulher tentou fazer queixinhas ao António Costa para ver se ele lhe valia em mais este requisito, que ela se mostra muito arrependida de ter vindo viver para Portugal, que segundo ela é um país que lhe deve muito e que só por causa da pressão do empresário dela é que ela resolveu meter aqui os pés, neste país de pobrezinhos, de ignorantes e de mal agradecidos", acrescentou.

Partilhar no Facebook
62 62 Partilhas

Fonte: dioguinho.pt · Crédito foto: observador.pt

Goste/partilhe