Mulher transforma um bunker da Segunda Guerra Mundial numa casa incrível

10015 Visualizações
10015
Mulher transforma um bunker da Segunda Guerra Mundial numa casa incrível
125
Partilhas
/ /

Mulher transforma um bunker da Segunda Guerra Mundial numa casa incrível

Em todo o lado é fácil encontrar locais que aparentemente são inabitáveis. No entanto essa situação pode mudar, basta algum esforço, imaginação e trabalho  e qualquer local pode ficar a ter condições para vivermos.

É obvio que é necessário ter os materiais necessários e os meios adequados para conseguirmos atingir o nosso objectivo.

Este bunker da Segunda Guerra Mundial, na cidade de Cornwall, Inglaterra, é um grande exemplo disso. Após estar abandonado mais de 73 anos, uma mulher chamada Elizabeth Strutton comprou-o e decidiu fazer uma remodelação.

Este espaço existe desde 1942 quando os britânicos o usam  usavam para recolher e fazer circular informações sobre os alemães.

 Foi criado à prova de bombas. As pessoas que circulavam neles tinham de ter muito cuidado, pois se fossem descobertos eram alvo de terríveis massacres por parte dos Alemoes.


Quando esta mulher o viu a venda não hesitou em compra-lo. Para isso investiu  200.000 dólares e durante cinco anos transformou este bunker num local habitável. Na remodelação ela gastou 150.000 dólares.


E se na parte de fora podemos ver algumas alterações, por dentro ficou mesmo incrível.


Esta sala era o local onde estava instalada a máquina que ventilava o bunker na época, mas após estes anos todos esta divisão passou a ser o quarto de Elisabeth.


Esta casa depois de ter sido transformada, ganhou três quartos, duas casas de banho e uma sala de estar. Não possuiu qualquer janela, mas foram instaladas algumas clarabóias para a luz solar poder entrar dentro da habitação.


Esta remodelação demorou a ficar pronta por sair um pouco do padrão normal de habitação. Os construtores não estavam acostumados a este tipo de projetos.


A estrutura manteve-se inalterada da original, e alguns veteranos de guerra chegaram a visitar o bunker durante as obras de remodelação.


Uma das visitas foi de uma família que dizia que a sua mãe teria trabalhado naquele bunker na época da 2ª Guerra Mundial, mas eles pensavam que era mentira porque a senhora sofria de demência. Após a visita confirmaram que se tratava do local  descrito pela sua mãe, pois todos os espaços coincidiam com a descrição da senhora.

A memória deste local irá permanecer na memória para sempre, e é isso que o torna mágico.

“É impossível viver aqui e não apreciar a forma como se combateu”.


“Eu poderia viver aqui para sempre, é um lugar muito bonito e especial”.


  Partilhar no facebook